Geraldo Prefeito - G40

Mobilidade e qualidade de vida com a Via Mangue

Maior obra viária da história da Prefeitura do Recife possibilitou ainda a implantação de faixas azuis na região

Diminuir o tempo gasto pelo recifense no trânsito da Zona Sul da cidade. Esse é o principal benefício trazido pela Via Mangue, maior obra viária executada pela Prefeitura do Recife em toda sua história retirada do pepel pelo prefeito e Geraldo Julio. Quando assumiu a Prefeitura, Geraldo encontrou a obra apenas 38% concluída. O desafio de acelerar e concluir a obra foi assumido logo nos primeiros dias de 2013, início do mandato. Nos dois sentidos, a Via Mangue registra, hoje, 64 mil veículos/dia e ainda possibilitou a implantação de Faixas Azuis – corredores prioritários de ônibus – nas avenidas Domingos Ferreira e Conselheiro Aguiar. A melhoria no trânsito também foi sentida pelos usuários do transporte público, fazendo com que as pessoas aproveitem melhor o tempo economizado.

Os benefícios gerados no tráfego da região podem ser observados ao se analisar os fluxos registrados em vias próximas à Via Mangue. Por exemplo, na Avenida Boa Viagem houve uma redução de 21,6% no volume de veículos, que passou de 37 mil/dia para 29 mil/dia. Já na Avenida Conselheiro Aguiar houve uma redução de 39,1% no fluxo diário de veículos, passando de 36.500/dia para 22.200/dia. Também houve benefício para a Avenida Engenheiro Domingos Ferreira, que, de acordo com a última contagem, apresenta volume atual de 34.900/dia. Antes da abertura da Pista Oeste da Via Mangue, em 2014, o fluxo da via chegou a 57.500/dia. A redução é de cerca de 40%.

Assim que a primeira etapa da Via Mangue foi liberada para a circulação do trânsito, foi implantada a Faixa Azul da Avenida Domingos Ferreira, em Boa Viagem. A medida possibilitou, de imediato, um aumento de 50% da velocidade média dos ônibus na via. Com a abertura da Pista Leste também foi possível a implantação da Faixa Azul na Avenida Conselheiro Aguiar, o quinto corredor exclusivo para o transporte público em operação no Recife. O projeto tem se consolidado como importante alternativa para a mobilidade, uma vez que a medida beneficia o transporte coletivo de passageiros. No total, 39 linhas de ônibus, que transportam cerca de 150 mil passageiros por dia, são beneficiadas. A velocidade média dos coletivos aumentou em 49% na via, de 13.1 km/h para 19.5 km/h.

FAIXA AZUL – Com a implantação da Faixa Azul da Avenida Recife, a Prefeitura do Recife alcançou a marca de 32,7 kms de Faixa Azul implantados. Atualmente, a ação está nas avenidas Marechal Mascarenhas de Moraes, Domingos Ferreira e Conselheiro Aguiar, além das ruas Cosme Viana e Real da Torre. No total, Recife passará a ter cerca de 54 quilômetros de corredor exclusivo para ônibus, contando com os corredores que já existiam na cidade antes da Faixa Azul. Isso representa um aumento de mais de 155% no número de quilômetros de prioridade para o transporte público no Recife desde 2013, quando a cidade possuía pouco mais de 20 kms de faixas exclusivas.

A implantação dos corredores exclusivos garantiu um aumento significativo na velocidade média dos coletivos. Na Faixa Azul da Avenida Mascarenhas de Moraes, os ônibus passaram de 21 km/h para 35,4 km/h, o que representa um ganho total de 66,6% na via. Já na Avenida Herculano Bandeira, onde a implantação da Faixa Azul aconteceu em junho de 2014, a velocidade saiu de 11 km/h para 24,1 km/h – um aumento de 118%. Já na Rua Cosme Viana e na Avenida Conselheiro Aguiar, houve um ganho de 38,8% (de 18 km/h para 25 km/h) e 49% (de 13.1 km/h para 19.5 km/h) na velocidade média dos ônibus, respectivamente.

14087505_10209119165071274_1550703225_o